Assembleia de Prestação de Contas 2017

Fespufemes, 24 de novembro de 2017
A assembleia de prestação de contas da Federação dos Servidores Públicos Federais, Estaduais e Municipais do Espírito Santo aconteceu no dia 24 de novembro no auditório do Hotel Praia Sol, em Nova Almeida, Serra. Representantes de sindicatos filiados à entidade apreciaram e aprovaram as contas referentes aos últimos 12 meses.
 
No relatório apresentado pela Federação estão receitas e gastos da entidade como assessoria jurídica e suporte sindical as entidades filiadas, além de gastos com comunicação e manutenção da sede da entidade.
 
“A Fespufemes sempre pautou a dignidade e a honestidade. Para isso, nós sempre trabalhamos com muita transparência. É através dessa transparência é damos o suporte a todos os sindicatos filiados. Sem essa ajuda, os sindicatos, principalmente os do interior, não conseguem, por exemplo, publicar editais em jornais, realizar congressos e palestras.” Lembrou presidente da Fespufemes, Sr. Juvenal Barbosa.
 
“O repasse financeiro que vem para a Fespufemes é utilizado de maneira apropriada, com responsabilidade. Isso mostra que a gestão da Federação busca sempre estar presente em satisfazer todas as necessidades dos sindicatos filiados.” Reforçou o secretário executivo da Fespufemes, Bruno Dalpiero.
 
A transparência com as contas foi motivo de elogio de dirigentes que juntam forças com a Fespufemes.
 
“O presidente da Fespufemes, Sr. Juvenal Barbosa e toda sua equipe têm trabalhado de forma responsável. Tem mostrado toda sua excelência de trabalho na prestação de serviço em favor da federação e de todos os sindicatos do interior.” Disse o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Alto Rio Novo, Djalma Faria.
 
“Todas as vezes que nós pedimos apoio a Federação ela está disposta a nos ajudar.” Falou em agradecimento o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Mantenópolis, Cezar Vieira Gonzaga.

Clique aqui e veja as fotos da Assembleia e confraternização

Durante a assembleia, o procurador da Confederação dos Servidores Públicos Municipais (CSPM), Jamir Menali, entidade a qual a Fespufemes é filiada, realizou uma palestra sobre a nova lei trabalhista e os desafios para os sindicatos com o fim do imposto sindical.
 
“As entidades perderam a arrecadação. Elas perderam o seu combustível de sustento. Por causa disse elas precisam pensar de que forma se reorganizar. O que o governo federal fez foi um golpe na organização sindical brasileira. Existe uma coisa chamada renúncia fiscal. A lei de responsabilidade fiscal, em 2001, proibiu que os municípios, os estados e a união promovesse a renúncia fiscal, ou seja, abrisse mão de receita. Quando o governo federal realizou a reforma trabalhista, pondo fim a contribuição sindical, fez renúncia fiscal, abrindo mão de receita. A arrecadação do governo federal dentro da contribuição sindical era de 20% no total em que não havia as centrais sindicais e 10% onde havia centrais sindicais. E onde não havia sindicatos, federações e centrais sindicais, a arrecadação era de 100% para o governo federal. O governo perdeu receita e isso é irregular.” Explicou o procurador da CSPM.
 
 
Confraternização com os sindicatos filiados
Para encerrar os trabalhos realizados no ano de 2017, a Fespufemes promoveu uma confraternização para os dirigentes sindicais filiados.
 
Foi uma tarde agradável de conversas, troca de experiências e sorteio de prêmios.
 
A Fespufemes agradece aos sindicatos filiados pela confiança e conclama a todos para manter a luta em defesa dos direitos dos servidores. 

 
 
Copyright ©2017 - FEDERAÇÃO DOS SERV. PÚBLICOS FEDER. ESTAD. E MUNIC. DO ES
Design by: aldabra criação de website